A Sociedade    |    Palavra do Presidente    |    Oftalmologistas Sócios    |    Sociedades Filiadas    |    Leis e Normas    |    Glossário    |    Recomendações
SBO EM AÇÃO
Na volta às aulas, o cuidado com os olhos é fundamental
O período escolar já se iniciou e a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO) alerta: é fundamental que as crianças em idade escolar sejam submetidas a um exame oftalmológico completo para detectar possíveis problemas que prejudiquem o rendimento escolar.
Exame de refração para detectar casos de miopia ou astigmatismo é importante para garantir um bom rendimento escolar dos alunos
O número de crianças, em torno de 6 a 9 anos de idade, que precisam usar óculos de grau passou de 10% para 20%, nos últimos dez anos, segundo pesquisas recentes. Entre os fatores apontados para esse aumento está a falta de convivência em ambiente externo (crianças hoje brincam menos ao ar livre), uso precoce de tecnologias e suas telas.
O uso precoce de tablets para joguinhos, etc. forçam a visão, o que tem provocado aumento dos casos de miopia e Síndrome Pediátrica do Olho Seco (evaporação mais rápida do canal lacrimal por estar muito tempo à frente das telas).
Segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia, toda criança deve ser avaliada por um médico oftalmologista, pois muitas delas não conseguem perceber a existência de um problema ocular que precisa ser corrigido. Por isso os primeiros anos de vida são muito importantes para o bom desenvolvimento visual das crianças.
Hoje usar óculos já não é mais um estigma para as crianças, Existem modelos coloridos, para todos os gostos. O importante é que sejam inquebráveis
A SBO recomenda que os pais estejam atentos aos sinais que a criança tem alguma dificuldade ocular, como por exemplo, não consegue acompanhar o desempenho da classe, senta-se muito perto do quadro de atividades ou faz reclamações frequentes de dor de cabeça. Esses são indícios de que a criança pode ter algum problema visual, e geralmente, esses problemas oculares são mais facilmente detectados na infância.
- Além de detectar distúrbios oftalmológicos como miopias e astigmatismos, que dificultam o aprendizado e as atividades físicas da criança, o exame oftalmológico completo pode identificar problemas como o estrabismo, hipermetropia, entre outros, muitos dos quais podem ser corrigidos ou tratados quando detectados precocemente, explica Armando Crema, presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, ressaltando a importância dos professores nesta fase, observando se a criança está coçando os olhos, se está disperso e desinteressado, e com baixo rendimento escolar.
Ele lembra que 80% da relação do indivíduo com o mundo se dá através da visão. E apenas por volta dos 5 anos, a criança alcança a maturidade visual. Nas campanhas realizadas pela Sociedade Brasileira de Oftalmologia em crianças no início da idade escolar, cerca de 15% apresentam algum tipo de problema de refração.
A Sociedade Brasileira de Oftalmologia alerta também que todo recém-nascido deve ser submetido ao chamado "Teste do Olhinho", o Teste do Reflexo Vermelho. Ele é obrigatório na maior parte dos estados brasileiros e detecta problemas congênitos de visão, tais como: glaucoma congênito, catarata congênita, retinoblastoma (tumor ocular que se não tratado pode causar a morte da criança ainda na primeira infância), entre outros.
 Rua São Salvador, 107 - Laranjeiras - RJ - Cep: 22.231-170    Tel.: +55 (21) 3235-9220     E-mail: sbo@sboportal.org.br   E-mail Imprensa: midia@sboportal.org.br