A Sociedade    |    Palavra do Presidente    |    Oftalmologistas Sócios    |    Sociedades Filiadas    |    Leis e Normas    |    Glossário    |    Recomendações
IMPORTÂNCIA DO MÉDICO OFTALMOLOGISTA
A importância do Dia Mundial da Visão
No dia 12 de outubro é celebrado o Dia Mundial da Visão, criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e comemorada anualmente na segunda quinta-feira de outubro. A data tem por objetivo ajudar a conscientizar a população sobre a importância dos cuidados com a saúde ocular e a prevenção da cegueira evitável. Durante este dia, em todo o mundo, são realizadas ações de conscientização e esclarecimento para prevenir problemas visuais, proteger e tratar da visão das pessoas.

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO) alerta para os números da cegueira global: a cada 5 segundos uma pessoa fica cega. No Brasil, há mais de 1,2 milhões de pessoas que não enxergam. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 60% e 80% dos casos de cegueira são resultado de causas previsíveis e/ou tratáveis.

Por isso, a importância da realização do exame oftalmológico feito por um médico oftalmologista é decisiva para alterar as condições de saúde ocular da população. Dependendo da faixa etária em que é feito, pode –se descobrir doenças como retinopatia diabética, catarata, glaucoma, ceratocone, entre outras, que nem sempre são percebidas pelo indivíduo.

Os cuidados com a visão devem já começar antes do nascimento: rubéola e toxoplasmose podem causar cegueira e problemas neurológicos nas crianças. Acompanhamento pré-natal da mãe e a realização de sorologias são uma forma de antecipar problemas futuros.

Hoje já contamos como o Teste do Reflexo Vermelho, conhecido como “Teste do Olhinho”. Esse exame, que deve ser realizado ainda na maternidade, permite detectar catarata e glaucoma congênitos, além de outras doenças como retinoblastoma (um tipo de câncer ocular) precocemente.

Importante que os pais fiquem atentos se o bebê lacrimejar muito, apresentar mancha branca na pupila (menina dos olhos), olhos anormalmente grandes, ou não suporte a claridade. Nesses casos, ele deve ser imediatamente levado a um médico oftalmologista.

Quando se faz exame em uma criança de 3 a 4 anos é possível detectar alterações da visão que vão prejudicar o desenvolvimento da visão e consequentemente comprometer a alfabetização e o rendimento escolar, hoje uma causa muito importante de evasão escolar.

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia explica que ao nascer, o bebê enxerga pouco. A visão vai se desenvolvendo até cerca de 5 anos de idade, quando alcança a maturidade. Atualmente a maior parte das escolas pede exame oftalmológico quando a criança inicia sua vida escolar para detectar problemas de refração (miopia, astigmatismo e hipermetropia), assim como a ambliopia ou “olho preguiçoso”.

Na idade adulta, entre 30 e 40 anos, o que se preconiza é que a pessoa visite o oftalmologista uma vez por ano, exceto quando houver algum problema familiar de visão. Nesse caso, a consulta deve ser mais cedo.

A partir dos 40 anos começam as queixas de coceira nos olhos, dificuldade para focalizar imagens e lacrimejamento. É a presbiopia ou “problema do braço curto”, na linguagem popular.

Após os 65 anos, mas hoje já acontece mais cedo, devido ao estresse da vida moderna, exposição ao sol e outros agentes que agridem a visão, a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) é um fator preocupante. A DMRI causa baixa visão central, dificultando principalmente a leitura. Os danos são irreversíveis e podem levar à cegueira irreversível. A detecção precoce é a única forma de controlar a doença.

Por isso, a SBO recomenda pelo menos um exame oftalmológico na infância e já na vida adulta um de dois em dois ano. E a partir dos 50 anos, exames anuais.

» Dia Mundial da Saúde Ocular

» Brasil tem 1,1 milhão de cegos
 
IDENTIFICAÇÃO
Para acessar a área do médico, identifique-se informando os campos solicitados abaixo:
 
Revista Brasileira de Oftalmologia
Submissão de artigos para Revista Brasileira de Oftalmologia
Acesse:   
 
 
 
 Rua São Salvador, 107 - Laranjeiras - RJ - Cep: 22.231-170    Tel.: +55 (21) 3235-9220 | Fax.: +55 (21) 2205-2240    E-mail: sbo@sboportal.org.br